CBR&C BRASVIAS > Salão Inovação ABCR / Trabalhos Premiados

Salão Inovação ABCR / Trabalhos Premiados

Ranking

Título do Trabalho

  Nomes

Primeiro lugar

Previsão da velocidade de fluxo livre em autoestradas e rodovias de pista dupla paulistas

Andrade G.R., Pitombo, C.S., Cunha, A.L.B.N., Setti, J.R., Ferraz, A.C.P.

Segundo lugar

Estudo das relações entre parâmetros de solo e módulo de resiliência

Ferri, S., Bernucci, L.L.B., Marcandali, A.H.

Terceiro lugar

Gerenciamento ativo de tráfego: avaliação das condições operacionais em trecho de uso do acostamento como faixa de tráfego

Cybis, H.B.B., Vitorello, T., Hirsch, F., Bottega, E., Conterato, L., Meirelles, E., Cronst, F., Tiefensee, M.D., Bergmann, E., Caleffi, F.

Quarto lugar

Avaliação no nível de densificação de misturas asfálticas resultantes de diferentes métodos de compactação de laboratório

Leandro, R.P., Vansconcelos, K., Bernucci, L.L.B., Beja, I.A., Chaves, J.M.C.

Quinto lugar

Tecnologia de pavimentação em concreto continuamente armado para rodovias de alta durabilidade

Salles, L.S., Balbo, J.T.

 

Salão Inovação ABCR / Trabalhos Orais - Dia 16/09
 

Moderador: João Virgilio Merighi Valter Zanela Tani Marcio Muniz de Farias
Tema Novas Tecnologias, Projetos, Construção e Qualidade  em Rodovias Regulação, Gerenciamento, Operação, Segurança, Recursos Financeiros e Manutenção de Rodovias Meio Ambiente, Sustentabilidade, Responsabilidade Social e Energia em Rodovias
9h00-9h20 ESTUDO DAS RELAÇÕES ENTRE PARÂMETROS DE SOLO E MÓDULO DE RESILIÊNCIA. FERRI, S., BERNUCCI, L.L.B., MARCANDALI, A.H. EP-USP. São Paulo. SP. SISTEMA DE SOCORRO MECÂNICO DE RODOVIA FEDERAL CONCEDIDA: UM ESTUDO DE CASO NA CONCESSIONÁRIA AUTOPISTA LITORAL SUL UTILIZANDO O MODELO HIPERCUBO DE FILAS. SILVA, F.C., SILVA, V.M.D. ALS, UFSC. SC. AVALIAÇÃO DE MISTURAS ASFÁLTICAS RECICLADAS A QUENTE COM INCORPORAÇÃO DE ELEVADO PERCENTUAL DE FRESADO. ROCHA SEGUNDO, I.G., BRANCO, V.T.F.C., VASCONCELOS, K. UFC. Fortaleza, CE. USP. São Paulo. SP.
9h20-9h40 CARACTERIZAÇÃO DA VIDA DE FADIGA DE CONCRETO ASFÁLTICO ATRAVÉS DO ENSAIO DE FLEXÃO EM VIGA QUATRO PONTOS. COLPO, G.B., BRITO, L.A.T., CERATTI, J.A.P., MEIRELLES, E., CONTERATO, L., HIRSCH, F., VITORELLO, T. UFRS, Triunfo|CONCEPA. Rio Grande do Sul. RS. GERENCIAMENTO ATIVO DE TRÁFEGO: AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS EM TRECHO DE USO DO ACOSTAMENTO COMO FAIXA DE TRÁFEGO. CYBIS, H.B.B., VITORELLO, T., HIRSCH, F., BOTTEGA, E., CONTERATO, L., MEIRELLES, E., CRONST, F., TIEFENSEE, M.D., BERGMANN, E., CALEFFI, F.  CONCEPA, UFRGS, Porto Alegre ? RS. ANTT, LASTRAN POR QUE IMPLANTAR UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE PÚBLICA EM UMA PRAÇA DE PEDÁGIO? MEDEIROS, F. M. de. Ecosul.
9h40-10h00 AVALIAÇÃO NO NÍVEL DE DENSIFICAÇÃO DE MISTURAS ASFÁLTICAS RESULTANTES DE DIFERENTES MÉTODOS DE COMPACTAÇÃO DE LABORATÓRIO. LEANDRO, R.P., VASCONCELOS, K., BERNUCCI, L.L.B., BEJA, I.A., CHAVES, J.M.C. UFU - Universidade Federal de Uberlândia. Uberlândia. MG, USP - Universidade de São Paulo - SP, Arteris, SP. ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO ENTRE O CONDUTOR E A SINALIZAÇÃO VERTICAL UTILIZANDO UM AMBIENTE SIMULADO DE DIREÇÃO. UM ESTUDO DE CASO NA RODOVIA BR-116. CASTILLO, M.A., LAROCCA, A.P., FIGUEIRA, A. EESC-USP. São Carlos. SP. EMPREGO DE LIGNOSULFONATO DE CÁLCIO PARA ESTABILIZAÇÃO QUÍMICA DE SOLOS DO RIO GRANDE DO SUL. SCHWENDLER, D.H. , MATTOS, J.R.G. UNISC. Santa Cruz do Sul. RS.
10h00-10h20 DESEMPENHO MECÂNICO DE MISTURAS ASFÁLTICAS NANOMODIFICADAS.MELO, J.V.S., TRICHÊS, G. UFSC. Santa Catarina. SC.  PREVISÃO DAS VELOCIDADES DE FLUXO LIVRE EM AUTOESTRADAS E RODOVIAS DE PISTA DUPLA PAULISTAS. ANDRADE, G.R. 1, PITOMBO, C.S., CUNHA, A.L.B.N. , SETTI, J.R. , FERRAZ, A.C.P. EESC - USP - Escola de Engenharia de São Carlos. SP. TECNOLOGIA DE PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO CONTINUAMENTE ARMADO PARA RODOVIAS DE ALTA DURABILIDADE. SALLES, L.S., BALBO, J.T. USP. São Paulo. SP.
10h20-10h40 ANALISE DA UTILIZAÇÃO DE TELA DE AÇO SOLDADA NA TERCEIRA FAIXA EM RODOVIA DO ESTADO DE SÃO PAULO SOB JURISDIÇÃO DO DER/SP. RESSUTTE, A.F.B., FORTES, R.M., SUZUKI, C.Y. USP, UFAM, ERI. São Paulo/Manaus. SP. MA. ESTUDOS PARA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS DE TRÁFEGO E SUA INCLUSÃO EM ORÇAMENTOS RODOVIÁRIOS. ROQUE, P.F.B., ALMEIDA, M.A., ROQUE, W.V.  ANTT. Brasília. DF. CONTROLE DA QUALIDADE GEOMÉTRICA DE ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS OBTIDAS POR UM SISTEMA DE VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO (SISVANT). LUZ, C.C., NADAL, C.A., ANTUNES, A.F.B., RATTON, E., FRANCO, J. UFPR. Paraná. PR.
10h40-11h00 HISTÓRICO ESTRUTURAL DE CAMADA DE BASE RECICLADA COM CIMENTO – EXPERIENCIA NO GRUPO ARTERIS. BEJA, I.A. CDT ARTERIS S.A. EPUSP> São Paulo. SP USO DA FERRAMENTA WEIGH-IN-MOTION PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE DEGRADAÇÃO DE PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS – ESTUDO DE CASO NA BR-290/RS “FREEWAY”. BRITO, L.A.T., MEIRELLES, E., HIRSCH, F., CONTERATO, L., VITORELLO, T. PRIME, Triunfo|CONCEPA. RS. ESTUDOS PRELIMINARES PARA O PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS COM OS PROGRAMAS COMPUTACIONAIS GOOGLE EARTH, GPS VISUALIZER, GLOBAL MAPPER E AUTOCAD CIVIL 3D. DURÁN, J.B.C., SÁNCHEZ, L.H., FERNANDES JÚNIOR, J.L. EESC-USP. São Carlos. SP.   

 

Salão Inovação ABCR / Trabalhos Pôster
 

Título Autores Data Painel Horário
ESTUDO DE IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE MONITORAMENTO DE ENCOSTAS NA BR-116 FORTES, R.M. 1, RESSUTTE, A.B.F. 2 14/9 1 12h30 - 13h30
Investigação, monitoramento e projeto de estabilização de encosta em rodovia federal no estado do Paraná PEREIRA, A. 1, SILVEIRA, F.G. 1,1, FONINI, A. 1 14/9 2 12h30 - 13h30
UTILIZAÇÃO DO SITEMA TECCO® COMO ALTERNATIVA PARA A ESTABILIZAÇÃO DE TALUDES RODOVIÁRIO GOBBI, F. 1, ROSA, B.D. 2 14/9 3 12h30 - 13h30
PROJETO DE UMA TRINCHEIRA ULTILIZANDO ESTACAS METÁLICAS ZONTA, J.T. 1, MORO, R.C. 1, RAMALHOR, A.S. 1, FRANCO, J. 1, RATTON, E. 1, LUZ, C.C. 1, NADAL, C.A. 1, RATTON, P. 1 14/9 4 12h30 - 13h30
EMPREGO DE MISTURA ASFÁLTICA DE ALTO MÓDULO COMO TÉCNICA ALTERNATIVA DE RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS SILVA, L.M. 1, FARIA, V.C. 1, KLINSKY, L.M.G. 1, AZZONI, T.S. 1 14/9 5 12h30 - 13h30
MISTURA ASFÁLTICA DO TIPO SMA PRODUZIDA COM ADIÇÃO DE FIBRAS DO BAGAÇO DE CANA-DE-AÇAUCAR CAVALCANTE, R.L. 1,2, MARQUES, J.R.F. 2, FERNANDES JUNIOR, J.L. 3 14/9 6 12h30 - 13h30
Deformação permanente de misturas asfálticas com pigmentos de óxidos metálicos mistos Villena, Joe 1, TRICHÊS, G. 2, MARINOSKI, D.L. 2, MELO, J.V.S. 2, KNABBEN, R.M. 2 14/9 7 12h30 - 13h30
ANÁLISE DO ESTADO DO PAVIMENTO ACABADO COM A UTILIZAÇÃO DA VIGA BENKELMAN: ESTUDO DE CASOS NA RODOVIA RSC-101 GUARCHE, C.A.F. 2, BERNARDES, G.N. 1, GEHRES, R.V. 2, SANTOS, R.M. 1, SANTINI, R.L.V.P. 2 14/9 8 12h30 - 13h30
DETERMINAÇÃO DO MÓDULO DE RESILIÊNCIA DE SOLOS ESTABILIZADOS COM CIMENTO PORTLAND NA REGIÃO DE MATO GROSSO DO SUL KLINSKY, L.M.G. 2, FARIA, V.C. 2, FRANCA, W.G. 4, SOUZA, D.R. 3 14/9 9 13h30 - 14h30
INSTRUMENTAÇÃO DE PAVIMENTOS RECICLADOS: TÉCNICA PIONEIRA NA ANÁLISE DE TENSÕES E DEFORMAÇÕES BEJA, I.A. 1, MORAIS, D.B. 1, FLORÊNCIO, H.A. 1, CHAVES, J.M.C. 1, BESSA, I.S. 2, ANDRADE, L.R. 2, VASCONCELOS, K.L. 2, BERNUCCI, L.L.B. 2 14/9 10 13h30 - 14h30
AVALIAÇÃO DA VARIAÇÃO DE VIDA ÚTIL DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS DIMENSIONADOS PELO MÉTODO DO DNIT COM SIMULAÇÕES DE MONTE CARLO E REFLEXO NO PLANEJAMENTO FINANCEIRO VIEIRA, T. 1,2, ANDRADE, T.M. 1,2, BERNUCCI, L.L.B. 2 14/9 11 13h30 - 14h30
INFLUÊNCIA DOS DEFEITOS SUPERFICIAIS NA IRREGULARIDADE LONGITUDINAL DE UM PAVIMENTO FLEXÍVEL MATTOS, J.R.G. 1 14/9 12 13h30 - 14h30
PROJETOS DE ESTRUTURAS DE PISTA PARA SISTEMAS DE PESAGEM EM MOVIMENTO OTTO, G.G. 1, SHINOHARA, K.J. 2, ALMEIDA, A.J. 3, MOMM, L. 1, VALENTE, A.M. 5 14/9 13 13h30 - 14h30
AMPLIAÇÃO DA CAPACIDADE DA BR-290/RS (FREEWAY) NO SEGMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE: ESTUDO DE CASO MEIRELLES, E. 1, HIRSCH, F. 1, CONTERATO, L. 1, VITORELLO, T. 1, SPECHT, L.P. 2, TIEFENSEE, M. 3, BERGMANN, E. 3 14/9 14 13h30 - 14h30
Aplicação de Perfis de Fibras de Carbono em Placas de Concreto Fissuradas para Ganho de Capacidade de Transferência de Carga MURGEL, P. 1, BALBO, J.T. 2 14/9 15 13h30 - 14h30
Estudo da Resistência ao Cisalhamento na Interface Solo argiloso - Geotêxtil não tecido PENHA, M.J.A.Z. 1, FERNANDES JUNIOR, J.L. 1, BISCONSINI, D.R. 1 14/9 16 13h30 - 14h30
POR QUE IMPLANTAR DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA EM PONTOS COM ELEVADOS ÍNDICES DE ACIDENTES IPR 741 1 15/9 17 12h30 - 13h30
O PROJETO TURMA DO TRÂNSITO: A ESCOLA ENQUANTO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE NOVOS COMPORTAMENTOS NO TRÂNSITO MATTEI, L.M. 1, NASCIMENTO, L.A. 1 15/9 18 12h30 - 13h30
INFLUÊNCIA DO FATOR SEGURANÇA NA MOBILIDADE DE PEDESTRES NAS MARGENS DE UMA RODOVIA UM ESTUDO DE CASO NA BR-040 NO BAIRRO CABRAL EM CONTAGEM ? MG TEODORO, A.B. 1,1, OLIVEIRA, L.T. 1 15/9 19 12h30 - 13h30
ANÁLISE FATORIAL MULTIVARIADA DE DADOS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO CHAVES, M.D. 1,1, SILVA, J.F.C. 1, TACHIBANA, V.M. 1 15/9 20 12h30 - 13h30
PERCEPÇÃO DE RISCO DOS USUÁRIOS FRENTE ÀS AMEAÇAS NAS RODOVIAS - UMA VISÃO DA ENGENHARIA DE TRÁFEGO BARRETO, C.B.M. 1, VALENTE, A.M. 2, DE MORI, F. 1, MARIANO, C.I.B. 1, TANI, V.Z. 1 15/9 21 12h30 - 13h30
Tecnologia na Estrada: A disponibilização da informação em tempo real para o usuário CAMPOS, A.L. 1, CIDADE, D. 1, CEZIMBRA, R.V. 1 15/9 22 12h30 - 13h30
REASSENTAMENTO DE FAMÍLIAS: UMA AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO SOCIAL MATTEI, L.M. 1, SOUZA, M.M. 1 15/9 23 12h30 - 13h30
Sistema Urubu - Uma ferramenta de gestão de atropelamento de fauna selvagem BAGER, A. 1, CRUZ, P.G.S. 1 15/9 24 12h30 - 13h30
SUSTENTABILIDADE E COTIDIANO COMUNITÁRIO: IMPACTOS POSITIVOS DE UMA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIA CAGLIONI, C. 1,2,3, PEREIRA, M.K. 2,1 15/9 25 12h30 - 13h30
PROGRAMA VIA CULTURA: IDENTIFICAR, APOIAR, FORTALECER RE ALIZAR PRÁTICAS CULTURAIS MATTEI, L.M. 1, SANTOS, L.J. 1 15/9 26 12h30 - 13h30
FORMAÇÃO DE UM PROGRAMA ESPECIAL DE TREINAMENTO EM ENGENHARIA RODOVIÁRIA - PETER BRITO, L.A.T. 1, CERATTI, J.A.P. 1, HIRSCH, F. 2, CONTERATO, L. 2, VITORELLO, T. 2, CRONST, F. 3 15/9 27 12h30 - 13h30
CADASTRAMENTO AMBIENTAL GEORREFERENCIADO PARA RODOVIAS CAGINI, R.T.F. 1, MAZIERO, L. 1, CAMPOS, E.A.R. 1 15/9 28 12h30 - 13h30
TENDÊNCIAS E CAMINHOS DAS PESQUISAS EM SISTEMAS INTELIGENTES DE TRANSPORTE LEAL, A.G. 1, SANTOS, A.S. 1 15/9 29 13h30 - 14h30
ANÁLISE DAS CONCESSÕES DE RODOVIAS FEDERAIS: A UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS PARA MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO RODRIGUES, A.C. 1, REIS, P.R.C. 2, LAGE, M.L.C. 3 15/9 30 13h30 - 14h30
ESTUDO DO DESEMPENHO ECONÔMICO ? FINANCEIRO E OPERACIONAL DE CONCESSIONÁRIAS DE RODOVIAS FEDERAIS NO BRASIL GOMES, L.F.M. 1, SOUZA, A.A. 1 15/9 31 13h30 - 14h30
ANÁLISE DO CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS NO SETOR DE RODOVIAS NACIONAL GUERRERO, D.A. 1, ANUATTI NETO, F. 2 15/9 32 13h30 - 14h30
ROTEIRIZAÇÃO DE VEÍCULOS DE INSPEÇÃO DE TRÁFEGO EM RODOVIA CONCEDIDA: UM ESTUDO DE CASO NA CONCESSIONÁRIA AUTOPISTA LITORAL SUL SILVA, F.C. 1,2, SILVA, V.M.D. 2 15/9 33 13h30 - 14h30
PESAGEM EM MOVIMENTO ? COMPORTAMENTO ELETROMECÂNICO DE SENSORES WIM PARA A FISCALIZAÇÃO DIRETA OTTO, G.G. 1, SIMONIN, J. 2, MOMM, L. 1, VALENTE, A.M. 1 15/9 34 13h30 - 14h30
PANORAMA DE CONTAGEM DE TRÁFEGO NAS RODOVIAS FEDERAIS BRASILEIRAS ASSUNÇÃO, L.T. 1, CORREA, D.M. 2, CAMPOS JUNIOR, N.F.R. 3, ABRAMIDES, C.A. 4, DIAS, A.C. 5 15/9 35 13h30 - 14h30
POR QUE REALIZAR INVESTIMENTO EM LÂMPADAS LED PARA ILUMINAÇÃO DE PONTE COM ELEVADA VIBRAÇÃO DA ESTRUTURA E DIFICULDADES OPERACIONAIS PARA MANUTENÇÃO? PORTO, M.N. 1 15/9 36 13h30 - 14h30

 

Salão Inovação ABCR / Trabalhos Aprovados
 

Abaixo a relação dos trabalhos aprovados para apresentação no 5º. Salão de Inovação da ABCR. Posteriormente será enviado comunicado aos autores especificando data, horário e formato de apresentação (oral ou pôster).

AMPLIAÇÃO DA CAPACIDADE DA BR-290/RS (FREEWAY) NO SEGMENTO DA REGIÃO METROPOLITANA DE PORTO ALEGRE: ESTUDO DE CASO

ANÁLISE DA COMUNICAÇÃO ENTRE O CONDUTOR E A SINALIZAÇÃO VERTICAL UTILIZANDO UM AMBIENTE SIMULADO DE DIREÇÃO. UM ESTUDO DE CASO NA RODOVIA BR-116

ANALISE DA UTILIZAÇÃO DE TELA DE AÇO SOLDADA NA TERCEIRA FAIXA EM RODOVIA DO ESTADO DE SÃO PAULO SOB JURISDIÇÃO DO DER/SP

ANÁLISE DAS CONCESSÕES DE RODOVIAS FEDERAIS: A UTILIZAÇÃO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS PARA MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO

ANÁLISE DO CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS NO SETOR DE RODOVIAS NACIONAL

ANÁLISE DO ESTADO DO PAVIMENTO ACABADO COM A UTILIZAÇÃO DA VIGA BENKELMAN: ESTUDO DE CASOS NA RODOVIA RSC-101

ANÁLISE FATORIAL MULTIVARIADA DE DADOS DE ACIDENTES DE TRÂNSITO

APLICAÇÃO DE PERFIS DE FIBRAS DE CARBONO EM PLACAS DE CONCRETO FISSURADAS PARA GANHO DE CAPACIDADE DE TRANSFERÊNCIA DE CARGA

AVALIAÇÃO DA VARIAÇÃO DE VIDA ÚTIL DE PAVIMENTOS FLEXÍVEIS DIMENSIONADOS PELO MÉTODO DO DNIT COM SIMULAÇÕES DE MONTE CARLO E REFLEXO NO PLANEJAMENTO FINANCEIRO

AVALIAÇÃO DE MISTURAS ASFÁLTICAS RECICLADAS A QUENTE COM INCORPORAÇÃO DE ELEVADO PERCENTUAL DE FRESADO

AVALIAÇÃO NO NÍVEL DE DENSIFICAÇÃO DE MISTURAS ASFÁLTICAS RESULTANTES DE DIFERENTES MÉTODOS DE COMPACTAÇÃO DE LABORATÓRIO

CADASTRAMENTO AMBIENTAL GEORREFERENCIADO PARA RODOVIAS

CARACTERIZAÇÃO DA VIDA DE FADIGA DE CONCRETO ASFÁLTICO ATRAVÉS DO ENSAIO DE FLEXÃO EM VIGA QUATRO PONTOS

CONTROLE DA QUALIDADE GEOMÉTRICA DE ORTOFOTOCARTAS DIGITAIS OBTIDAS POR UM SISTEMA DE VEÍCULO AÉREO NÃO TRIPULADO (SISVANT)

DEFORMAÇÃO PERMANENTE DE MISTURAS ASFÁLTICAS COM PIGMENTOS DE ÓXIDOS METÁLICOS MISTOS

DESEMPENHO MECÂNICO DE MISTURAS ASFÁLTICAS NANOMODIFICADAS

DETERMINAÇÃO DO MÓDULO DE RESILIÊNCIA DE SOLOS ESTABILIZADOS COM CIMENTO PORTLAND NA REGIÃO DE MATO GROSSO DO SUL

EMPREGO DE LIGNOSULFONATO DE CÁLCIO PARA ESTABILIZAÇÃO QUÍMICA DE SOLOS DO RIO GRANDE DO SUL

EMPREGO DE MISTURA ASFÁLTICA DE ALTO MÓDULO COMO TÉCNICA ALTERNATIVA DE RESTAURAÇÃO DE PAVIMENTOS

ESTUDO DA RESISTÊNCIA AO CISALHAMENTO NA INTERFACE SOLO ARGILOSO - GEOTÊXTIL NÃO TECIDO

ESTUDO DAS RELAÇÕES ENTRE PARÂMETROS DE SOLO E MÓDULO DE RESILIÊNCIA

ESTUDO DE IMPLANTAÇÃO DE UM PROGRAMA DE MONITORAMENTO DE ENCOSTAS NA BR-116

ESTUDO DO DESEMPENHO ECONÔMICO – FINANCEIRO E OPERACIONAL DE CONCESSIONÁRIAS DE RODOVIAS FEDERAIS NO BRASIL

ESTUDOS PARA AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS DE TRÁFEGO E SUA INCLUSÃO EM ORÇAMENTOS RODOVIÁRIOS

ESTUDOS PRELIMINARES PARA O PROJETO GEOMÉTRICO DE RODOVIAS COM OS PROGRAMAS COMPUTACIONAIS GOOGLE EARTH, GPS VISUALIZER, GLOBAL MAPPER E AUTOCAD CIVIL 3D

FORMAÇÃO DE UM PROGRAMA ESPECIAL DE TREINAMENTO EM ENGENHARIA RODOVIÁRIA – PETER

GERENCIAMENTO ATIVO DE TRÁFEGO: AVALIAÇÃO DAS CONDIÇÕES OPERACIONAIS EM TRECHO DE USO DO ACOSTAMENTO COMO FAIXA DE TRÁFEGO

HISTÓRICO ESTRUTURAL DE CAMADA DE BASE RECICLADA COM CIMENTO – EXPERIENCIA NO GRUPO ARTERIS

INFLUÊNCIA DO FATOR SEGURANÇA NA MOBILIDADE DE PEDESTRES NAS MARGENS DE UMA RODOVIA UM ESTUDO DE CASO NA BR-040 NO BAIRRO CABRAL EM CONTAGEM – MG

INFLUÊNCIA DOS DEFEITOS SUPERFICIAIS NA IRREGULARIDADE LONGITUDINAL DE UM PAVIMENTO FLEXÍVEL

INSTRUMENTAÇÃO DE PAVIMENTOS RECICLADOS: TÉCNICA PIONEIRA NA ANÁLISE DE TENSÕES E DEFORMAÇÕES

INVESTIGAÇÃO, MONITORAMENTO E PROJETO DE ESTABILIZAÇÃO DE ENCOSTA EM RODOVIA FEDERAL NO ESTADO DO PARANÁ

MISTURA ASFÁLTICA DO TIPO SMA PRODUZIDA COM ADIÇÃO DE FIBRAS DO BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR

O PROJETO TURMA DO TRÂNSITO: A ESCOLA ENQUANTO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE NOVOS COMPORTAMENTOS NO TRÂNSITO

PANORAMA DE CONTAGEM DE TRÁFEGO NAS RODOVIAS FEDERAIS BRASILEIRAS

PERCEPÇÃO DE RISCO DOS USUÁRIOS FRENTE ÀS AMEAÇAS NAS RODOVIAS - UMA VISÃO DA ENGENHARIA DE TRÁFEGO

PESAGEM EM MOVIMENTO – COMPORTAMENTO ELETROMECÂNICO DE SENSORES WIM PARA A FISCALIZAÇÃO DIRETA

POR QUE IMPLANTAR DISPOSITIVOS DE SEGURANÇA EM PONTOS COM ELEVADOS ÍNDICES DE ACIDENTES

POR QUE IMPLANTAR UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO À REDE PÚBLICA EM UMA PRAÇA DE PEDÁGIO?

POR QUE REALIZAR INVESTIMENTO EM LÂMPADAS LED PARA ILUMINAÇÃO DE PONTE COM ELEVADA VIBRAÇÃO DA ESTRUTURA E DIFICULDADES OPERACIONAIS PARA MANUTENÇÃO?

PREVISÃO DA VELOCIDADES DE FLUXO LIVRE EM AUTOESTRADAS E RODOVIAS DE PISTA DUPLA PAULISTAS

PROGRAMA VIA CULTURA: IDENTIFICAR, APOIAR, FORTALECER RE ALIZAR PRÁTICAS CULTURAIS

PROJETO DE UMA TRINCHEIRA ULTILIZANDO ESTACAS METÁLICAS

PROJETOS DE ESTRUTURAS DE PISTA PARA SISTEMAS DE PESAGEM EM MOVIMENTO

REASSENTAMENTO DE FAMÍLIAS: UMA AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO SOCIAL

ROTEIRIZAÇÃO DE VEÍCULOS DE INSPEÇÃO DE TRÁFEGO EM RODOVIA CONCEDIDA: UM ESTUDO DE CASO NA CONCESSIONÁRIA AUTOPISTA LITORAL SUL

SISTEMA DE SOCORRO MECÂNICO DE RODOVIA FEDERAL CONCEDIDA: UM ESTUDO DE CASO NA CONCESSIONÁRIA AUTOPISTA LITORAL SUL UTILIZANDO O MODELO HIPERCUBO DE FILAS

SISTEMA URUBU - UMA FERRAMENTA DE GESTÃO DE ATROPELAMENTO DE FAUNA SELVAGEM

SUSTENTABILIDADE E COTIDIANO COMUNITÁRIO: IMPACTOS POSITIVOS DE UMA CONCESSIONÁRIA DE RODOVIA

TECNOLOGIA DE PAVIMENTAÇÃO EM CONCRETO CONTINUAMENTE ARMADO PARA RODOVIAS DE ALTA DURABILIDADE

TECNOLOGIA NA ESTRADA: A DISPONIBILIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM TEMPO REAL PARA O USUÁRIO

TENDÊNCIAS E CAMINHOS DAS PESQUISAS EM SISTEMAS INTELIGENTES DE TRANSPORTE

USO DA FERRAMENTA WEIGH-IN-MOTION PARA DETERMINAÇÃO DA VELOCIDADE DE DEGRADAÇÃO DE PAVIMENTOS RODOVIÁRIOS – ESTUDO DE CASO NA BR-290/RS “FREEWAY”

UTILIZAÇÃO DO SITEMA TECCO® COMO ALTERNATIVA PARA A ESTABILIZAÇÃO DE TALUDES RODOVIÁRIO

 

Salão Inovação ABCR / Informações gerais
 

É com grande satisfação que a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR convida o meio acadêmico a enviar trabalhos para a 5a edição do Salão de Inovação ABCR, cuja premiação e apresentação dos trabalhados vencedores serão realizadas durante o  9o Congresso Brasileiro de Rodovias e Concessões – CBR&C, que será realizado no período de 14 a 16 de setembro de 2015, no  Centro Internacional de Convenções do Brasil- CICB, em Brasília (DF).

 
Os interessados em participar deverão enviar trabalhos acadêmicos inéditos que abordem uma das seguintes áreas:

Área 1 – Novas Tecnologias, Projetos, Construção e Qualidade  em Rodovias

  • Aplicação de novos materiais, concepção e tecnologias;
  • Projeto, construção e controle de qualidade;
  • Estabilidade de encostas e riscos de escorregamento;
  • Patrimônio histórico;
  • Estudo de casos.

Área 2 – Regulação, Gerenciamento, Operação, Segurança, Recursos Financeiros e Manutenção de Rodovias

  • Regulação, políticas e investimentos em rodovias; 
  • Operação, manutenção e gerenciamento de rodovias;
  • Sistemas de transportes inteligentes;
  • Segurança em rodovias;
  • Projeto e gestão da comunicação em rodovias.

Área 3 - Meio Ambiente, Sustentabilidade, Responsabilidade Social e Energia em Rodovias

  • Meio ambiente, impactos ambientais e  sustentabilidade;
  • Impacto social e desenvolvimento urbano;
  • Responsabilidade social;
  • Rodovias verdes;
  • Preservação de sítios arqueológicos.
 

Prazos:

Submissão dos resumos: até 16 de janeiro de 2015
Comunicação dos resultados:    até 2 de fevereiro de 2015
Submissão dos trabalhos completos:  até 2 de março de 2015
Avaliação e divulgação dos trabalhos aprovados: até 4 de maio de 2015
Divulgação final dos trabalhos escolhidos:  até 25 de maio de 2015    
                                       
                 
Todos os resumos e trabalhos completos devem ser enviados de acordo com a formatação disponível para download. Somente os resumos e trabalhos que respeitarem a formatação estabelecida serão considerados para avaliação pelo Comitê Científico do 5º Salão de Inovação ABCR. 
 
 


PATROCÍNIO DIAMANTE
3M AB ARTERIS CCR Sem Parar
PATROCÍNIO PLATINA
ARMCO STACO ECORODOVIAS Grupo Eritran SEGURVIA
PATROCÍNIO OURO
Odebrecht Q-Free Triunfo Participações e Investimentos
PATROCÍNIO PRATA
Compsis Geobrugg AG - Geohazard Solutions KRIA Logo Noremat Marangoni Writesys
PATROCÍNIO BRONZE
AVERY DENNISON  Lindsay SIERRA
PATROCÍNIO ESTANHO
BNV - Servicoin Sistemas e Máquinas Caixa Capes Civil Master Projetos e Construções Data Traffic Double Energy + Radar PPP Elgimaq
Flir Systems Brasil Comercio de Cameras Infravermelhas FTI Mills Si SWARCO TRAFFIC BRASIL uppercase Vetiver
APOIO
Geotec Visa 90ti Instituto Renault Affirma
APOIO ESPECIAL
CNT